DGA #1 – Hieróglifos

Série de posts sobre Design Gráfico Ambiental – DGA apresentando momentos, no decorrer da história do Séc. XX, do diálogo entre as áreas de Design Gráfico e Arquitetura. Conteúdo inspirado no livro Graphic Design + Architecture de Richard Poulin.

HIERÓGLIFOS

Os hieróglifos surgiram no antigo Egito, por volta de 2500 AC, com a intenção de passar os ensinamentos, as rezas, os mitos e tudo mais que pudesse enaltecer a vida dos faraós da época, para os que viriam posteriormente. Com esses objetivos, eles foram esculpidos em pedra, primeiramente pois era o material mais utilizados nas construções, cortados em madeira e até pintados nas roupas, cobrindo os interiores e exteriores de templos e túmulos. Este sistema de escrita consistia de três principais glifos e o que se sabe é que eles não possuíam vogais e eram compostos apenas por consoantes e semiconsoantes. Os hieróglifos eram agrupados e formavam subcategorias, o que deixava uma leitura corrida, sem espaçamento. Eram organizados verticalmente em uma composição colunar, lida de cima para baixo e da direita para a esquerda. A maneira que eram feitos os desenhos já demonstrava a simbologia que carregavam, por exemplo, os homens tinham a cor da pele mais escura que as mulheres, e as pessoas mais importantes eram sempre retratadas em maior escala do que as menos importantes.

post1.1post1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s